EU E A BRISA

 

Johnny Alf

 

Ah! se a juventude que esta brisa canta

Ficasse aqui comigo mais um pouco

Eu poderia esquecer a dor

De ser tão só pra ser um sonho

 

Daí então quem sabe alguém chegasse

Buscando um sonho em forma de desejo

Felicidade então pra nós seria

 

E, depois que a tarde nos trouxesse a lua
Se o amor chegasse eu não resistiria
E a madrugada acalentaria a nossa paz

 

Fica, oh brisa fica pois talvez quem sabe

O inesperado faça uma surpresa

E traga alguém que queira te escutar

E junto a mim queira ficar

 


 

O QUE É AMAR

 

Johnny Alf

 

É só olhar, depois sorrir, depois gostar

Você olhou, você sorriu, me fez gostar

Quis controlar meu coração

Mas foi demais a emoção

De sua boca ouvir dizer: "Quero você"

 

Quis responder, quis lhe abraçar, tudo falhou

Porém, você, me segurou e me beijou

Agora, eu posso argumentar

Se perguntarem o que é amar...

É só olhar, depois sorrir, depois gostar

 

Agora, eu posso argumentar

Se perguntarem o que é amar...

É só olhar, depois sorrir, depois gostar

 


 

ILUSÃO À TOA

 

Johnny Alf

 

Eu acho engraçado

Quando um certo alguém
Se aproxima de mim
Trazendo exuberância

Que me extasia

 

Meus olhos sentem,

Minhas mãos transpiram
É um amor que guardo há muito

Dentro em mim, dentro em mim
E é a voz do coração que canta assim,

Assim

 

Olha, somente um dia longe dos teus olhos
Trouxe a saudade de um amor tão perto
E o mundo inteiro fez-se tão tristonho

 

Mas embora agora eu te tenha perto
Eu acho graça do meu pensamento
A conduzir o nosso amor discreto
Sim, amor discreto pra uma só pessoa
Pois nem de leve sabes que eu te quero
E me apraz essa ilusão à toa

 


 

CÉU E MAR

 

Johnny Alf

 

Céu e mar, estrelas na areia
Verde mar, espelho do céu
Minha vida é uma ilha bem distante
Flutuando no oceano na aventura de viver

 

Céu e mar, estrelas na areia
Verde mar, espelho do céu
Meus desejos são estrelas pequeninhas
Rebrilhando de alegria por alguém que me quer bem

 

Geralmente o que a gente quer na vida
É preciso esperar pra acontecer
Felizmente a gente encontra alegria
No carinho e devoção de um bem querer

 

Céu e mar, estrelas na areia
Verde mar, espelho do céu
Minha vida, vou passando
Meu amor, eu vou amando
E meu barco vou levando a céu e mar

 


 

DOIS CORAÇÕES

 

Johnny Alf

 

A diferença que existe entre nós
É coisa que o tempo arrumou
Eu já sabia da vida quando você chegou

 

Mas hoje em dia o que faz a emoção
Unir esses dois corações
É a afinidade de tom
Que o amor nos legou

 

Tudo surgiu tão de repente
Sem discutir antecedentes
Você me aceita e diz pra mim
Seremos nós até o fim
Toda essa escolha que parte de nós
Responde ao desejo e dispensa senões

 

Deixemos tudo a critério
De nossos dois corações

 


 

"SEU" CHOPIN DESCULPE

 

Johnny Alf

 

 

"Seu" Chopin, não vá ficar
Zangado e ressentido
Pela divertida união
Que fiz de sua inspiração
A três tempos de um chorinho meu

 

"Seu" Chopin, não vá pensar
Que estou me aproveitando
De seu nome projeção
Mas sua cooperação
Valoriza este chorinho meu !

 

Dizem que o próprio Lizst
Ao seu valor não se renegou
E até a george Sand
Os Pontos entrgou
Por isso eu quero uma veiz mais Dizer que não é plágio
Esta divertida união
Que fiz de sua inspiração
Ao compasso dois por quatro,
Leve e sincopado
Deste chorinho-canção.

 


 

COISAS DO CARNAVAL

 

Johnny Alf

 

Eu encontrei uma baiana branca
De braço com um palhaço
Lá na Galeria
Eu vi uma holandesa que era uma beleza
Sambando com um careca tipo carestia
Fazendo chopp duplo na barraca
Eu vi uma Suzana mesmo de fuzarca
Tendo por companheiro
Um velho gaiteiro
Breve como folia
Passou por mim uma cigana rara
Que era um desafio
Ao meu comportamento
Adiante se encontraram
Ela e o complemento
Ele fantasiado com jeitão de arara
O que me fez vir água na boca
Foi essa coisa louca
Que passo a contar
Eu vi um morenão ali no Serrador
Lutar por um amor
A tal morena era um desacato
"It" ali era mato
Pulava, sambava
Gritava e desacatava
Quando falei com ela, meu Deus
Que decepção
A tal morena se denominava
O quê?
Quincas Peroba Christo d'Assunção
Que bruta confusão!

 


 

Nós

 

Johnny Alf

 

Nós que revidamos a tristeza juntos
e alimentamos a beleza juntos
pra progredirmos em fazer amor!
Nós que agradecemos à emoção traçada,
conjeturando em sensações caladas
pelos tributos do sorriso e dor.
Eu, que divulguei a minha mão na tua,
pra ter em ti a salvação tão nua
que me agasalha neste espanto a sós!
Tu, que respondestes ao que eu
tinha em mente
pra alimentar meu ar, meu ambiente
e me aceitou por complemento a nós!

 


 

MID: Eu e a brisa – Johnny Alf


 

 
 
  Site Map